INFOFPAS – Ministério da Justiça

A FPAS tem um Protocolo com o Ministério da Justiça há alguns anos, cujo objetivo é estabelecer uma rede de Intérpretes de LGP para acompanhar as Pessoas Surdas nos tribunais, serviços judiciais, polícia, entre outros na área da Justiça.

A FPAS necessitou criar uma nova formação dos ILGP´s na área da Justiça, porque antigamente havia menos ILGP´s e este número tem aumentado devido à saída do curso de licenciatura das universidades. Assim, achámos importante criar uma nova formação para evitar adiar datas de serviços por existirem poucos ILGP´s a trabalhar na área da justiça.

A FPAS conseguiu organizar uma formação em junho a julho, na qual participaram 25 ILGP´s a nível nacional (20 de Portugal Continental e 5 dos Açores) e que teve a duração de 28 horas. Com esta formação, a FPAS terá mais facilidade em contatar mais ILGP´s para acompanhar nestes serviços e estes vão ter conhecimentos desta área, aumentando a rede nacional de ILGP’s para evitar a lista de espera e adiamentos.

A FPAS propôs ao Ministério da Justiça que o regulamento deste protocolo precisa de algumas alterações, o que está a ser analisado.

A FPAS solicitou que um grupo dos juízes recebesse formação nesta área para preparar a formação de ILGP’s e para testemunharem a experiência do acesso das Pessoas Surdas na área da Justiça, tendo sido organizado um dia de workshop.